Cortina: como escolher a que mais combina com o seu ambiente

Dicas

Você tem dúvidas na hora de escolher a cortina ideal para cada ambiente da sua casa?

Certamente, muitas pessoas dividem o mesmo sentimento que o seu. Definir qual o tipo de tecido, a cor mais indicada, a quantidade de iluminação em cada cômodo, tudo isso está incluso nesta decisão.

Por isso, reconhecemos que para tomar esta decisão é preciso ter cautela e buscar informações a respeito. Ou seja, pesquisar sobre todas as características, as funcionalidades e, claro, o custo benefício de cada cortina.

Assim, hoje trazemos dicas para você escolher as peças com mais propriedade.

cortina na decoração da sala
Fonte: Blog do casamento

Entretanto, vamos primeiro entender a verdadeira função da cortina na sua casa, certo?

Além de regular a entrada de luz nos ambientes, as cortinas também fazem parte da decoração, não é? 

Sem dúvida, as opções que existem hoje atendem a quase todo tipo de demanda. Isto é, elas podem oferecer mais aconchego, manter a acústica, criar barreiras térmicas que bloqueiam ou mantêm a temperatura dos ambientes. Diante dessas possibilidades, escolher a melhor delas não é uma tarefa fácil.

Nesse artigo, o objetivo principal é mostrar dicas para você escolher a cortina com mais conhecimento. Confira!

Como escolher a cortina certa para cada ambiente

A partir de agora, você vai conhecer  os aspectos mais importantes que devemos considerar ao escolher uma cortina. Portanto, acompanhe este conteúdo até o final para tomar a melhor decisão para a sua decoração, certo?

Objetivo da cortina

Em outras palavras, qual a principal função da cortina? Compor a decoração, dar mais privacidade, controlar a iluminação ou abafar o barulho que vem de fora? 

Essa resposta precisa estar na ponta da língua antes de começar a pesquisa, ok?

Consequentemente, essas respostas servem também para a escolha de tons, cores, tecido e tamanho. Assim, com o objetivo bem definido sobre a função que ela terá sobre o cômodo, podemos passar para a próxima dica.

Tipos de cortinas na decoração
Fonte: jane-athome

Escolher o tecido certo

Cada textura tem sua vantagem para o ambiente. Os tecidos leves têm relação com a decoração mais clássica, mas também os ambientes mais arrojados.

Por outro lado, os blackouts conseguem bloquear a entrada de luz e também podem isolar o ambiente acusticamente. Caso a cortina tenha um papel decorativo mais suave, o voil é o tecido mais indicado.

Mas, em lugares mais frios os tecidos mais encorpados ou mais pesados ajudam a aquecer os ambientes nas estações mais críticas. Ou seja, considere também o clima da região em que você mora para evitar surpresas.

Tamanho da cortina

Este é um aspecto fundamental para que a cortina funcione. O tamanho mais curto ou mais longo atende diferentes necessidades e você precisa definir o que é melhor para o seu espaço.

Normalmente, os modelos com comprimento do teto ao chão têm mais procura do que as cortinas curtas para os ambientes comuns, sabia?

Em contrapartida, a maioria dos quartos de crianças são decorados com modelos menores porque trazem menos riscos aos pequenos. Isto é, a decisão é sua e, certamente, depende do ambiente em que a cortina será usada.

Cortina de voil na sala de estar
Fonte: Artlux cortinas

Cores e luminosidade

A dica aqui é perceber esses dois aspectos ao mesmo tempo. Observe o tempo de exposição ao sol que a janela recebe e, quanto maior, mais claras as cortinas devem ser. Por exemplo, quando estamos no verão, evitamos usar roupas escuras durante o dia, não é?

Essa lógica se aplica às cortinas que, com cores escuras, retêm o calor e aumentam a temperatura do ambiente. Por outro lado, os tons fechados tendem a ficar desbotados quando recebem luz solar diariamente. 

Espero que as dicas tenham ajudado! Até a próxima.

Sobre a autora:

Thiago Terra

O Thiago Terra é natural do Rio de Janeiro, toca bateria, faz trilhas e também é um especialista em conteúdo digital otimizado para buscas orgânicas. Desde 2020 vive em Florianópolis, SC, onde escreve artigos sobre diferentes segmentos, entre eles, decoração e arquitetura. Para ele, dentro de casa, as plantas funcionam como o elemento decorativo principal e que não pode faltar.

Veja mais artigos dela

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *