Tipos de madeira: Conheça as principais espécies da madeira brasileira

Meio Ambiente

Nesse post vamos descrever as principais características das madeiras brasileiras mais populares. Mas, antes de tudo, uma das melhores maneiras de ter certeza da procedência da madeira é procurar o selo do FSC, sigla em inglês para Forest Stewardship Council, representado no Brasil pelo Conselho Brasileiro de Manejo Florestal. 

O site é do Conselho Brasileiro: http://www.fsc.org.br; site do FSC: http://www.fsc.org. 

Tipos de madeira
Fonte: timbeter

Angelim-pedra (Hymenolobium): 

Essa árvore Brasileira, conhecida como Angelim-Pedra, tem como característica principal uma cor marrom-amarelado claro, diferente do alburno marrom-claro. Essa madeira possui um acentuado aspecto fibroso na figura tangencial, devido à proeminência do parênquima axial, fibras e linhas vasculares, grão ondulado, textura áspera, sem brilho e sem odor característico.

Por ser fácil de trabalhar, é bastante utilizada na construção civil. Os móveis feitos com angelim-pedra têm um bom acabamento e são muito duráveis. É indicada também para construções externas por ter propriedades mecânicas altas. No geral, é uma madeira de densidade média, com 13% de umidade. 

Pinus (Pinus elliottii Engelm):

Essa árvore que foi trazida dos USA/Canadá para o Brasil possui como características principais o seu cerne e alburno indistintos pela cor, branco-amarelado, brilho moderado e cheiro agradável. Possui densidade baixa, macia ao corte, grã direita, textura fina. O pinus é uma madeira fácil de tratar e fácil de ser trabalhada. É fácil de desdobrar, aplainar, desenrolar, lixar, tornear, furar, fixar, colar e permite bom acabamento. No geral, a Madeira é fácil de secar e muito usada para móveis de estândar, como a nossa belíssima Mesa de Jantar Flower Canela em madeira maciça.

Mesa de madeira maciça
Fonte: Iaza

Cedro (Cedrela odorata e ainda Cedrela brasiliensis):

Essa madeira se caracteriza pelo seu cerne cor-de-rosa escuro, alburno cor-de-rosa claro, odor aromático bem pronunciado em algumas amostras e imperceptível em outras, grã direita ou ligeiramente ondulada, sem brilho ou brilho moderado, superfície lustrosa e com reflexos dourados.

Entre as suas principais aplicações destacam- se os móveis, trilhos para janelas, é também bastante utilizado em esculturas e instrumentos musicais. No geral, é madeira de densidade média, com 13% de umidade, é fácil de secar, seca rapidamente ao forno ou ao ar livre.

Madeira Marupá (ou Caixeta):

Essa madeira possui uma tonalidade clara e um belo acabamento. Tem ocorrência na Amazônia e em outras regiões do Norte e Centro-oeste do Brasil. É uma madeira leve, de brilho moderado; superfície lustrosa; cheiro imperceptível. Considerada fácil de ser trabalhada, mas para torneá-la é preciso utilizar facas afiadas e alta velocidade. 

Possui boa secagem natural e artificial. A caixeta também é muito utilizada na fabricação de móveis, como a nossa linda linha de móveis Medalhão

Cadeiras de madeira de Caixeta
Fonte: Iaza

Cerejeira (Amburana Caerensis):

Tem como uma das suas principais características um odor aromático lembrando o de baunilha. Possui uma granulação encadeada, textura média, brilho moderado, cerne e alburno marrom-amarelados claros e pouco diferenciados, excepcionalmente apresenta veios mais escuros.

Por ser uma madeira nobre, a cerejeira é muito utilizada em móveis finos, cadeiras, artigos para decoração, armários, portas, instrumentos musicais e folhas faqueadas, tornearia. É indicada para acabamentos internos, por ser uma madeira de densidade média, com 13% de umidade. Seca rapidamente ao forno e muito devagar ao ar livre.

Carvalho Brasileiro (Euplassa cantareirae Sleumer, Proteaceae):

É uma madeira de cerne róseo-arroxeado a róseo-acastanhado com distintas configurações provocadas pelos raios largos, possui uma superfície um tanto lustrosa, brilhante nas faces radiais de textura grossa, grã ondulada com cheiro imperceptível. Essa árvore é  frequentemente encontrada em encostas úmidas e em pequenas depressões desde o sul do estado da Bahia até Santa Catarina. É considerada uma madeira de densidade média e por apresentar contrações tangencial e volumétrica altas e grã ondulada, deve-se tomar cuidado com sua secagem. 

Gostou de saber um pouco mais sobre os tipos de madeira? Então acesse o nosso Blog e fique por dentro de mais conteúdo exclusivo!

Sobre a autora:

Paola Oliveira

Mineira, de 22 anos, Paola mistura suas raízes rústicas com sua vivência Argentina, vive há mais de 5 anos na Capital Porteña e se dedica atualmente ao Marketing Digital, diz que tem alma de poeta e aproveita disso para justificar a sua bohemia. Apaixonada por livros, séries e filmes, é uma consumidora da cultura POP e não economiza nas críticas!

Veja mais artigos dela

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *